Arthur Hoffmann – Cirurgia Plástica
logo_rodape

1000 Valium Cheap A clínica de Cirurgia Plástica Arthur Hoffmann foi desenvolvida para fornecer conforto e bem estar, aliada a praticidade e facilidade para realização de procedimentos ambulatoriais. Localizada na área central e de fácil acesso, em uma edificação adaptada para acessibilidade na cidade de Joaçaba. Possui uma infra-estrutura destinada a ofertar segurança e excelência em serviços de cirurgia plástica estética e reparadora.

Buy Valium Dublin
Possui graduação em medicina pela Universidade do Vale do Itajaí (UNIVALI), tendo realizado Residência Médica em Cirurgia Geral credenciada pelo MEC no Hospital Universitário Santa Terezinha (HUST) e Residência Médica em CIRURGIA PLÁSTICA credenciada pelo MEC e pela SBCP (Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica) no Hospital Santa Casa de Belo Horizonte, maior hospital público de Minas Gerais. Possui título de especialista em Cirurgia Geral e Cirurgia Plástica outorgados pelo conselho regional de medicina de Santa Catarina, pela Associação Médica Brasileira e Pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.
Mamoplastia
As mamas desproporcionais, flácidas, assimétricas, com formato e posicionamento inadequados interferem na auto estima da mulher. A cirurgia realizada com as menores cicatrizes possíveis, a sustentação interna do tecido mamário, o uso eventual da inclusão de implantes de silicone são diferenciais utilizados para atingir o sucesso deste tipo de procedimento estético. Com o idade a fisiologia dos hormônios femininos mudam e ocorre uma diminuição do tecido mamário, a sua substituição por gordura e consequente tendência a queda. A mamoplastia é realizada para reverter esse quadro, deixando as mamas  mais simétricas, harmoniosas e com um formato mais agradável. A presença de mamas desproporcionais é um elemento de grande conflito interior, o que leva a um reflexo natural de baixa auto estima. Esta alteração anatômica pode provocar dor na região da coluna devido ao peso excessivo das mamas. Os vícios de postura criados para ocultar o tamanho das mamas  também colaboram para este desconforto. A mamoplastia harmoniza a silhueta corporal, modifica o volume, a forma e a posição da mama no tórax. A técnica cirúrgica utilizada depende do tamanho da mama, da redução pretendida e do grau de flacidez. As cicatrizes resultantes da técnica cirúrgica são definitivas, portanto é fundamental o cuidado do cirurgião na finalização da cirurgia, e da paciente em  fazer o repouso  e seguir as orientações médicas. A quantidade de cicatrizes está relacionada ao tamanho do ajuste de pele necessário variando da cicatriz periareoloar,  vertical, em formato de “L” e se necessário “T” invertido. A cirurgia é realizada com o intuito estético,  preservando a questão funcional da mama ligada a sensibilidade e a amamentação. É possível associar a mamoplastia ao tratamento de eventuais doenças benignas da mama, como a displasia mamária (cistos). É comum a associação de implantes de silicone para atingir o sucesso do procedimento, dependendo da avaliação médica e do desejo da paciente, especialmente nos casos onde ocorreu uma atrofia do tecido mamário  após a gestação. A cirurgia é realizada sob anestesia peridural ou anestesia geral. O tempo de internação habitual é de 24 horas. O retorno as atividades físicas é progressivo, após cerca de 30 dias é possível dirigir e fazer movimentos mais amplos com os braços, sempre com bom senso e orientação médica. O acompanhamento pós-operatório de 6 meses tem o objetivo de conduzir ao melhor resultado estético, especialmente em relação a qualidade das cicatrizes.
Prótese da Mama
Buy Diazepam Topix Prótese da Mama
Ver mais
O aumento das mamas através da inclusão de silicone é uma realidade segura e amplamente utilizada. A correção da forma, do tamanho e da queda da mama, que são alterações observadas principalmente após a gestação, necessitam de um ajuste de pele, nestes casos está indicada a mamoplastia associada a inclusão de próteses de silicone. A evolução tecnológica que ocorreu na confecção das próteses as tornaram mais seguras e resistentes, e os estudos recentes constataram uma maior biocompatibilidade do silicone de uso humano. A indicação da cirurgia deve ser feita sob consulta, avaliando as características da pele local para a perfeita adequação do volume da prótese ao envelope cutâneo existente. O aumento desejado do manequim é discutido criteriosamente, procurando sempre que possível atender a expectativa da paciente na busca de um manequim harmonioso, evitando o aumento exagerado. A via de acesso para colocação das próteses é discutida na consulta podendo ser utilizada a via sulco sub-mamário, areolar e a axilar. A cirurgia é realizada sob anestesia local com sedação, peridural ou anestesia geral, e o período de internação é de 12 a 24 horas. O retorno as atividades físicas ocorre progressivamente após 30 dias da cirurgia.
Mini-Abdomen
Mini-Abdomen
Ver mais
Nos casos onde o acúmulo de gordura é acompanhado de discreta flacidez de pele, a associação da lipoaspiração com o tratamento da musculatura e a remoção da pele em excesso, promovem uma melhora acentuada da porção anterior do abdomen. A indicação desta técnica tem um papel importante nos casos pós- gestação, quando a paciente tem um retorno do seu peso mas persiste com acúmulo no abdomen inferior. A presença da projeção anterior do abdomen (abdomen globoso), com uma flacidez muscular discreta, associada ao acúmulo de gordura e pele, constitui a indicação adequada para a realização da técnica de mini-abdominoplastia. Esta cirurgia vem atender um grande número de casos, onde uma lipoaspiração isolada não é suficiente, assim como, uma plástica de abdomen convencional seria exagerada. A técnica consiste na  lipoaspiração do acúmulo localizado de gordura  na parede anterior e lateral do abdomen, e o tratamento da musculatura abdominal, o que diminui a extensão do descolamento de pele e portanto o trauma cirúrgico. A cicatriz umbilical é mantida intacta ou apenas reposicionada conforme a necessidade do ajuste de pele. A remoção de pele em excesso resulta em uma  cicatriz  menor do que a de uma abdominoplastia convencional, e posicionada na região correspondente a uma cesárea. A cirurgia é realizada sob anestesia peridural ou anestesia geral. A permanência hospitalar é de 24 horas. A limitação de movimentos e exercícios é menor do que a cirurgia completa de abdomen, porém o repouso é necessário principalmente nos primeiros 30 dias. As atividades físicas são liberadas progressivamente e sob orientação médica.
Lipo-Abdominoplastia
A correção do abdomen com predomínio do acúmulo de gordura em relação a flacidez muscular pode ser realizada utilizando esta técnica. No mesmo ato operatório realiza-se a lipoaspiração, o tratamento da musculatura e a remoção de pele. A lipoabdominoplatia é a técnica preferencialmente utilizada quando existe predomínio de gordura na parede anterior do abdomen em relação a flacidez de pele e dos músculos abdominais. O excesso de pele resultante após a lipoaspiração é removido e produz uma cicatriz posicionada na região acima da púbis, de extensão variável conforme cada caso em particular. A musculatura  também é reestruturada com uma plicatura, para dar um tônus mais adequado a parede abdominal anterior. A cirurgia é realizada utilizando a anestesia peridural ou anestesia geral, e a permanência hospitalar é de 24 horas. Na recuperação a drenagem linfática é de extrema importância devido utilização da lipoaspiração, iniciando precocemente no pós-operatório.
Abdominoplastia
A abdominoplastia é indicada para os casos onde existe a associação de flacidez de pele, acúmulo de gordura localizada e o afastamento dos músculos da parede anterior do abdômen. Estas mudanças que ocorrem em consequência do envelhecimento, perdas grandes de peso e em especial após a gestação, causam profundo desconforto e consequente baixa auto estima. Na cirurgia é possível  reconstruir a parede abdominal e refazer o seu tônus, reposicionando a musculatura com uma plicatura completa. A cicatriz resultante da cirurgia é localizada no abdômen inferior junto ao púbis, estendendo-se lateralmente de acordo com a necessidade de ajuste da pele. A associação da lipoescultura é comum para definição da cintura, do contorno corporal posterior e nádegas trazendo uma silhueta jovem e harmoniosa. A cirurgia é realizada normalmente sob anestesia peridural ou anestesia geral, e o tempo de internação habitual é de 24 horas. No pós-operatório o  repouso com afastamento das atividades habituais por 30 dias é indicado para uma recuperação segura e tranquila. A reabilitação pós-operatória é composta pelo uso diário e contínuo por 2 meses de uma cinta modeladora, associada ao trabalho de drenagem linfática com objetivo de acelerar a solução do edema (inchaço). As mudanças de hábitos nutricionais e de condicionamento físico auxiliam na manutenção das alterações da silhueta corporal promovidas por este tipo cirurgia. O retorno as atividades físicas necessita de uma programação adequada e acontecerá conforme a resposta individual de cada paciente.
Lipoaspiração
A cirurgia de lipoaspiração trata a gordura localizada com o objetivo de melhorar a silhueta corporal nos pacientes que estão próximos ao seu peso ideal. Respeitando critérios em relação ao volume total de gordura a ser removida é possível tratar várias áreas no mesmo ato operatório. As regiões mais comuns de tratamento da gordura localizada corporal são o abdômen e a cintura. O método de tratamento consiste na introdução de uma cânula no subcutâneo que ligada a uma aparelho à vácuo e vibração  aspira a gordura localizada. Durante o procedimento existe a possibilidade de retirar maior ou menor quantidade de gordura das áreas de acúmulo, previamente demarcadas na véspera da cirurgia. As células de gordura vivas também podem ser enxertadas no subcutâneo e na musculatura das nádegas, e outras regiões que se fizerem necessárias, neste caso o procedimento é denominado de lipoescultura. A cirurgia poderá ser realizada sob anestesia local com sedação, peridural ou anestesia geral. A alta hospitalar ocorre no mesmo dia, ou no dia seguinte dependendo da avaliação médica. Por questões de segurança não indicamos a retirada de grandes volumes de gordura, devido as alterações metabólicas, perda de líquido e sangue que ocorrem nesta situação. A reabilitação através da drenagem linfática pós-operatória  e o uso diário contínuo por 2 meses da malha modeladora são essenciais. Estas medidas aceleram e aprimoram as mudanças obtidas, sendo fundamentais para o sucesso deste tipo de cirurgia. O retorno precoce as atividades físicas pode ocorrer após a segunda semana, porém é importante evitar o sol nos primeiros 2 a 3 meses pra prevenir o aparecimento de manchas escuras na  pele da região operada.
Lipoescultura
O contorno corporal poderá ser aprimorado transferindo o tecido adiposo aspirado das áreas em excesso para as regiões com depressão, criando uma silhueta suave e homogênea. É possível realizar a remoção do excesso de gordura localizada em vários segmentos do corpo. Os principais são o pescoço, braços, abdomen, cintura, dorso, coxas,culotes e joelhos. As células de gordura vivas que foram coletadas podem ser enxertadas com segurança no subcutâneo e na musculatura das nádegas, e outros locais de depressão, auxiliando na escultura corporal desejada. A cirurgia poderá ser feita sob anestesia local com sedação, peridural ou anestesia geral. A alta hospitalar ocorre no mesmo dia ou no dia seguinte dependendo da avaliação médica. O uso de cinta modeladora por 2 a 3 meses e a reabilitação com a drenagem linfática manual, são fundamentais para reduzir o inchaço e garantir o sucesso da cirurgia.
Gluteoplastia
A inclusão de um implante de silicone refaz o contorno e acrescenta volume as nádegas. A lipoescultura pode ser associada na região da cintura e culotes. Esse procedimento é indicado para pacientes com pouco volume ou até mesmo para glúteos levemente caídos. A escolha do tamanho e forma das inclusões de silicone são feitas na consulta, onde a paciente tem a oportunidade de externar suas expectativas e o profissional avalia a indicação mais adequada. A cirurgia é realizada com a paciente em decúbito ventral ou seja “de bruços”. A introdução da prótese glútea ocorre por uma incisão localizada no espaço interglúteo, o que normalmente produz uma cicatriz bem posicionada e oculta nesta dobra natural entre as nádegas. A técnica de escolha posiciona as próteses de silicone especialmente desenvolvidas para esta região no interior do músculo glúteo, deixando-as cobertas e protegidas. A anestesia pode ser peridural ou anestesia geral e,  a alta hospitalar ocorre normalmente no dia seguinte após a avaliação médica. Na reabilitação pós-operatória  inicial é muito importante a fisioterapia  com a drenagem linfática manual e os cuidados com a movimentação e postura. O retorno as atividades habituais ocorre em um prazo de aproximadamente 30 dias. A recuperação completa é observada em torno de  6 meses, quando as mudanças do contorno corporal posterior poderão ser apreciadas.
Robert Foster Womens Jersey http://verdexmi.org/tag/bosques-de-pino/ http://jamesjpn.net/hitchhiking-adventures/end-of-year-2017-hitchhike-statistics/ http://adoreyourpelvicfloor.co.uk/wp-admin.gz http://thebaseballzealot.com/wp-admin/